Bruno Moreschi

Projetos / Projects    Bio / CV     Texts    


O Museu está Fechado para Obras / The Museum is Closed for Renovations


2014 - até a reabertura do Museu Paulista / until the reopening of the Paulista Museum, São Paulo.



Até 2022, o Museu Paulista (São Paulo) estará fechado para reformas. Uma única obra continua em seu interior, inacessível ao público: o mais famoso item de seu acervo, a pintura a óleo Independência ou Morte (1888), de Pedro Américo.

O Museu Está Fechado para Obras é um conjunto de experiências que parte do fechamento de um museu para repensar a História do Brasil construída sob o ponto de vista paulista e os usos de seus símbolos oficiais.

As pinturas aqui mostradas foram uma realização conjunta com os pintores da Praça da República e do Parque Trianon-Masp (São Paulo), devidamente identificados nas imagens a seguir. De comum acordo e de forma remunerada, os artistas e as artistas decidiram criar uma versão da tela original, bem como fragmentos que individualizam as figuras populares, as quais, na pintura (e narrativa) oficial, encontram-se marginalizadas nas bordas da imagem.

Em 2016, uma segunda experiência com os pintores foi realizada dando continuidade a essa criação de novas versões da pintura oficial. Dessa vez, um mural de 24 metros nos jardins do Sesc Ipiranga, pintado de 7 de setembro a 15 de novembro e a céu aberto, sem proteção da tela pintada.
The Paulista Museum (São Paulo) will be closed for renovations until 2022. There is only one work of art inside the museum, inaccessible to the public: its most famous item, the painting Independence or Death (1888), by Pedro Américo.

The Museum is Closed for Renovations is a set of experiences that departs from the closing of a museum to rethink Brazil’s history, its official symbols and language, constructed from the point of view of São Paulo.

The work presented here is a joint creation by Bruno Moreschi and several painters of República Square and Trianon-Masp Park in São Paulo. The artists decided, through mutual agreement, to create a version of the original painting, as well as fragments that highlight popular figures that are marginalized in the original work (as well as in the narrative).

In 2016, Moreschi carried out a second set of experiments with a new group of painters, continuing the creations of versions to the original painting. This time, a 24 meter panel in the gardens of Sesc Ipiranga was painted from September 7 (Brazil’s Independence Day) till November 15 (Proclamation of the Brazilian Republic), in open air and without any protection for the painting.







Fotografia em parceria com Filipe Berndt usando a tecnologia Hi-Res Photo (com detalhes quase imperceptíveis a olho nu, ideal para estudos científicos de obras), com escala 1:1. Imagem doada para o setor de conservação e restauro do Museu Paulista.






Independência ou morte (O Povo): experiência 1 (2015)
Experiências com pintores de rua de São Paulo após leitura e discussão do texto O Brado do Ipiranga: o fato e a pintura, escrito por Pedro Américo.

As pinturas criadas destacam e individualizam as figuras do povo que aparecem nos cantos da pintura oficial, invertendo as escolhas de Pedro Américo que considerava essas figuras "meros acessórios":
Independence or death (The People): experience 1 (2015)
Experiences with São Paulo street painters after reading and discussing the text Brado do Ipiranga: fact and painting, written by Pedro Américo.

The created paintings highlight and individualize the figures of the people that appear in the corners of the official painting, reversing the choices of Pedro Américo that considered these figures "mere accessories."


“Pessoas conspícuas sugeriram-me a ideia de pintar no fundo do painel algumas das tropas de asnos características do sertão de São Paulo. Julguei ousadia fazê-lo em pintura de tão alto assunto; e apenas represento um carro de bois, ainda mais característico do lugar, para lembrar a placidez habitual daquelas paragens, inesperado teatro da extraordinária cena. Conquanto obrigados em parte avultadas dimensões por ocuparem o primeiro plano do quadro, as figuras situadas à esquerda do espectador são meros acessórios, que procurei estudar no próprio cenário da proclamação da Independência, tanto para acentuar a fisionomia deste, quanto para completar a harmonia linear da composição, atendendo às exigências da euritmia.” (Pedro Américo)




Realização conjunta com os pintores da praça da República e parque Trianon-Masp (São Paulo) Marco Andrade Jr., Reginaldo Frazão e José Almeida. óleo sobre tecido, 185 x 380 cm. / Joint creation with the painters of the square of the Republic and park Trianon-Masp (São Paulo) Marco Andrade Jr., Reginaldo Frazão and José Almeida. oil on fabric, 185 x 380 cm.









Independência ou Morte (O Povo 1) / Independence or Death (The People 1), 2014. Carla Soares, Helena Trindade e Bruno Moreschi. Óleo sobre tecido, 150 x 100 cm.



Independência ou Morte (O Povo 2) / Independence or Death (The People 2), 2014. Marco Andrade Jr. Óleo sobre tecido, 30 x 26,5 cm.



Independência ou Morte (O Povo 3) / Independence or Death (The People 3), 2014. Marco Andrade, José Almeida e Bruno Moreschi. Óleo sobre tecido, 108 x 124 cm.





Fragment 1 e Fragment 2, 2014. Coleção de Arte da Cidade – Centro Cultural São Paulo.




Fragment 3, Fragment 4, Fragment 5, Fragment 6 e Fragment 7, 2016.




Independência ou morte (O Povo): experiência 2 (2016)

Experiências com os pintores A. Castro, Carlos Silverio, Marco Andrade Jr., Mouser, Silvio Jr. e Vanderlei Marinho. Pintura realizada de 7 de setembro à 15 de novembro de 2016. Campo de preposições, curadoria grupo inteiro, jardim do Sesc Ipiranga, SP. 24 x 3 m.

Em 2016, uma segunda experiência com os pintores foi realizada dando continuidade na criação de novas versões da pintura oficial. Dessa vez, um mural de 24 metros nos jardins do Sesc Ipiranga, pintado de 7 de setembro a 15 de novembro e a céu aberto, sem proteção da tela pintada.
Independence or death (The People): experience 2 (2016)

Experiences with painters A. Castro, Carlos Silverio, Marco Andrade Jr., Mouser, Silvio Jr. and Vanderlei Marinho. Painting performed from September 7 to November 15, 2016. Field of prepositions, curating entire group, garden of Sesc Ipiranga, SP. 24 x 3 m.

In 2016, a second experience with the painters was carried out giving continuity to this creation of new versions of the official painting. This time, a mural of 24 meters in the gardens of Sesc Ipiranga, painted from September 7 to November 15 and open, without protection of the painted canvas.















Imagens do processo de pintura. Jardim do Sesc Ipiranga, São Paulo, BR. / Pictures of the painting process. Sesc Ipiranga garden, São Paulo, BR.





Vanderlei Marinho, especialistas em pintura de cavalos. / specialists in horse painting.












Carlos Silvério, pintor impressionista. / impressionist painter.





Mouser.





Marco Andrade Jr.





A. Carlos. especialista em pintura sacra / specialist in religious painting.






7 de setembro, manhã, antes do início da pintura do painel. Pintores sendo recebidos pela diretora do Museu Paulista Solange Lima para verem a pintura de Pedro Américo. / September 7, morning, before the beginning of panel painting. Painters being received by the director of the Museu Paulista Solange Lima to see the painting of Pedro Américo.






brunomoreschi@gmail.com
Alguns dos textos do site foram escritas em conjunto com a curadora Caroline Carrion. / Some of the texts on the site were written in conjunction with curator Caroline Carrion.